Dedicatória, uma história real inventada por culpa do Manoel de Barros

Manoel-de-Barros

Biel Gomes é um diretor gaúcho que comprou um livro do Manoel de Barros pra dar de presente a alguém. Na hora de escrever a dedicatória o cara viajou. Não conseguiu, não tinha o que coubesse ali pra dar conta da poesia do velho do mato. A caneta não funcionou. E o cara viajou tanto que foi até Mato Grosso experimentar a terra do poeta pra trazer de lá uma mensagem com a ajuda do velho menino… E a dedicatória virou um curta, que não é só bonito, mas é a prova que ninguém passa ileso pela poesia de Manoel de Barros.

O cara tinha

Publicado em 07/01/2014, em Coisas. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: