Arquivo da categoria: Fotos

[Instagram do dia] @bladerunnerreality

11055451_785876991486678_829668151_n

Uma câmera de celular, algum filtro de alto contraste e um ponto de vista criativo de uma grande cidade e parece que você está dentro do filme do Ridley Scott. “Dedicado a encontrar realidades que pareçam como Blade Runner”, Ryan Allen mantém o @bladerunnerreality, uma compilação de imagens cotidianas que vão te fazer sentir-se Deckard na Los Angeles distópica de 2019.
Segue lá…

The Priest: o encontro de Burroughs e Kurt Cobain

William Burroughs Kurt Cobain The Priest They Called Him

“Tem algo errado com aquele garoto; ele fica zangado por nada.”William S. Burroughs sobre Kurt Cobain em 1993

Em 1993, Alex Macleod, manager do Nirvana levou Kurt Cobain para conhecer William Burroughs. Reunidos fisicamente os dois conversaram por algumas horas na casa do escritor, em Lawrence, no Kansas. Mas o encontro metafísico dos dois havia acontecido um ano antes, separados por quase 3 mil km de distância.
Em setembro de 1992 Burroughs entrou num estúdio no Kansas para gravar a narração do conto “The Priest, They called him”, publicado em 1973. Dois meses depois, Kurt adicionava a trilha sonora obscura e barulhenta em Seattle. O “encontro” foi registrado num EP de edição limitada em 93.
Nenhum conto de natal jamais foi tão perturbador quanto o do padre viciado em heroína que persegue uma mala de couro no meio de junkyes, tuberculosos, mendigos, mergulhado na microfonia angustiante das canções de natal da guitarra de Kurt Cobain.

PS.: A foto da capa do release é do Gus van Sant.

tumblr_m70fl78RaR1r2onr0o1_1280

No mesmo ano a narração de Burroughs foi transformada num curta, produzido por Francis Ford Copolla.

A ficha do Bukowski no FBI

bukowski

Em 68 Bukowski tinha uma coluna em um jornal alternativo de Los Angeles, o Open City. Entre um trago, uma aventura e um texto e outro a coluna, intitulada “Notas de um velho safado”, acabou incomodando o FBI. O bureau abriu uma investigação sobre o velho safado que rendeu um relatório de 113 páginas. E o que eles descobriram? Tudo aquilo que está nas histórias do saudoso Chinaski…

Segue aqui pra ver o relatório inteiro…

005trdyfugkhjlbnmvbcvhbjnk

031srtdyfkuglhjkbhvcgfj

[Tumblr do dia] Criança Viada

tumblr_mhpdfaixd01rievqwo1_1280

O nome já diz tudo, né não!? Cuz we born to arrazar.
Isso aí é uma espécie de Awkward Family brazuca das bee… e o mais legal é que a galera manda as próprias fotos com identificação e tudo.
Vergonha alheia level mestre jedi. Auto-preservação ZERO! Segue lá porque aqui só tem o começo… Criança Viada.

tumblr_mlorj8TAxF1rievqwo1_r1_1280

tumblr_mdv085tzbQ1rievqwo1_1280

tumblr_mduiu4nB6z1rievqwo1_1280

tumblr_mbt3902FK01rievqwo1_1280

tumblr_mbt3vlq8Sq1rievqwo1_1280

tumblr_mbt3ek4W0h1rievqwo1_1280

[Tumblr do dia] A biblioteca da prisão de Guántanamo

Guantanamo 01

A compilação é do jornalista Charlie Savage, do New York Times, que foi correspondente em Cuba durante o governo George W. Bush e cobriu as denúncias de tortura na prisão. É curioso, porque me falta adjetivo. A ironia sobra diante dos títulos… Tem mais lá no GITMOBOOKS.TUMBLR.COM

Guantanamo 02

Guantanamo 03

Guantanamo 04

Guantanamo 05

[Tumblr do dia] Movies in Colors

2001-1

Já que o design tá na moda, nada melhor que estilizar tudo. Aí que uns malucos resolveram definir as paletas de cores de uma pá de filmes. Dá até pra chamar o resultado de didático. Em alguns exemplos dá pra se ligar no detalhe da preocupação dos fotógrafos na elaboração das cenas, padrões, linguagens e talz…
Se liga lá no Movies in Colors, vale a viagem…

The Darjeeling Limited
Pulp Fiction
Drk Blood
Birds

Mais um pouco de arte das lentes do Google Street View

Aaron Hobson 001

Há um tempo eu havia compilado aqui algumas do Jon Rafman do 9-eye com uma ideia semelhante. A compilação de hoje é do Cinemascpist, Aron Hobson. Acho muito massa essa pira de se aproveitar do Google Street View e esticar o olhar pelas imagens pra transformar em fotografia. Saca aí. Tem mais lá no site do cara ou fanpage do Feice.

Voltando na maciota….

E com “Station to Station” pra dar liga…
Que disco!!!

Te amo White Thin Duke, seu lindo!
A foto aí de cima é de Nova York em 1900.

Bruce Gilden fotografando na rua

Eu sempre disse, fotografia consiste em três coisas: técnica, olhar e cara de pau. Taí a prova.

Pinhole Project: ou como transformar seu quarto numa câmara escura

A idéia é projetar o lado de fora no lado de dentro e transformar isso num time lapse, deu pra entender? O negócio é assim: você escurece absolutamente um quarto; abre um buraco na janela; a luz entra e transfoma sua casa num pinhole. O resultado taí embaixo. Foda essa pira dos caras do stenop.es.


%d blogueiros gostam disto: